Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2017

...

-Sim, se ao menos conseguisse deixar de sonhar por um momento que fosse, talvez então pudéssemos falar. Mas falar de quê?

E fez menção de se ir embora, com um encolher de ombros. Mas Marcellin impediu-o de se afastar, puxando-lhe pelo casaco, e pediu:

-Oiça, sei muito bem que não sei pensar. Sou poeta. Mas não sei pensar. Nunca me ensinaram. Estão sempre a meter-se comigo por causa disso. Quando oiço os meus amigos em grandes discussões filósóficas, quem me dera poder participar também, mas é tudo demasiado rápido para mim. Dizem-me para ler Platão, os Upanishads, Kierkegaard, Espinosa, Hegel, Benjamin Fondane, o Tao, Karl Marx, e até a Bíblia. Bem me esforcei por ler iss tudo, menos a Bíblia, pois acho que a referiram só por brincadeira. Quando estou a ler, parece-me tudo muito claro mas depois esqueço tudo, ou então não sei falar do que li, ou só encontro ideias contraditórias e não sei qual delas ecolher, enfim, a coisa não funciona.

 

A Grande Bebedeira de René Daumal, trad. Lurdes Júdice (dois dias edições)

publicado por C. às 13:22
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds