Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

...

L Tolstoy

O homem, conscientemente, vive para si mesmo, mas serve de instrumento inconsciente para a consecução dos objectivos históricos universais. O acto consumado é irremediável, e o seu efeito, coincidindo no tempo com milhões de actos de outras pessoas, adquire um significado histórico. Quanto mais alta for a posição do homem na escala social e quanto maior for o número de pessoas a que está ligado, tanto mais poder terá sobre os outros homens e tanto mais evidente será a predestinação e a inevitabilidade de qualquer dos seus actos.

in Guerra e Paz –Tolstói (trad. Nina e Filipe Guerra, Presença)

tags:
publicado por C. às 11:38
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

...

Nasceste para dormir, para sonhar, para esquecer. Quem disse que nasceste para viver? E, no entanto, faças o que fizeres é sempre a vida o bem que mais se gasta. A tua vida. Se te quedares inerte, esperando que o tempo não dê por ti, dormires, sonhares, tergiversares, esqueceres – é sempre a mesma erosão sofrida, como idêntico é o bem que se consome. Aconteça o que acontecer, é sempre a vida a coisa mais maltratada. A tua vida. Mas não adianta pensá-lo, dizê-lo. Mas não adianta viver.

 in Sobre A Nossa Morte Bem Muito Obrigado (Alambique)

publicado por C. às 11:37
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2014

Arte Poética

Entre tantos oficios ejerzo éste que no es mío,

como un amo implacable

me obliga a trabajar de día, de noche,

con dolor, con amor,

bajo la lluvia, en la catástrofe,

cuando se abren los brazos de la ternura o del, alma,

cuando la enfermedad hunde las manos.

 

A este oficio me obligan los dolores ajenos,

las lágrimas, los pañuelos saludadores,

las promesas en medio del otoño o del fuego,

los besos del encuentro, los besos del adiós,

todo me obliga a trabajar con las palabras, con la sangre.

 

Nunca fui el dueño de mis cenizas, mis versos,

rostros oscuros los escriben como tirar contra la muerte.

publicado por C. às 11:37
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds