Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2013

Nas horas que me pertencem

“Vivir estas horas cruciales es un privilegio terrible. Los periodistas y membros de las organizaciones humanitárias pueden dar conta de ello: la tragedia de Bosnia es una vía única del conocimiento de las possibilidades de luminosidade e ignominia de la espécie humana. Todos han redescubierto allí la vigência de unos valores enmohecidos y arrinconados en nuestras sociedades, han ganado a veces en un lapso muy corto rigor y autenticidade.

Nadie puede salir indemne de un descenso al infierno de Sarajevo. La tragedia de la ciudad convierte el corazón, y tal vez el cuerpo entero de quien la presencia, en una bomba presta a estalar en las zonas de seguridade moral de los directa o indirectamente culpables, allí donde pueda causar mayor daño.”

 

"Adiós a Sarajevo" in Cuaderno de Sarajevo (Anotaciones de un viaje a la barbarie) de Juan Goytisolo, Ed. El País/ Aguilar, p.106.

publicado por C. às 13:42
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds