Domingo, 26 de Maio de 2013

um estado de espírito muito físico


 

Questiono o que me faz gostar, gostar bastante de algo. será inato? será uma construção- sempre a acrescentar uma nova pedra, sempre e para sempre (o meu tempo, finito) inacabada? será, no melhor dos mundos possíveis, um pouco das duas (já no pior matéria irrelevante).

Já há um tempo considerável que não sentia as criações, as deste género pelo menos, na pele. como escrevi anteriormente, tenho-me sentido espectadora-vejo como quem pensa, não como quem sente.

Hoje, porém, senti as pulsações ao ritmo de Stravinsky, a respiração ao ritmo dos movimentos dos bailarinos. Senti uma pressão no peito, as mãos suadas. Apaixonei-me pelos movimentos precisos, pela energia,  pelos corpos.

Se isto é não simplesmente sentir,  gostar terei de reavaliar cada peça que me constitui...

Para que fique escrito GOSTO das coreografias da OLGA RORIZ.

 

 
publicado por C. às 19:40
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

.arquivos

. Dezembro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds