Sexta-feira, 11 de Maio de 2018

...

Até este amor por uma frase musical pareceu por instantes ir estimular em Swann a possibilidade de uma espécie de rejuvenescimento. Havia tanto tempo que renunciara a aplicar a sua vida a um fim ideal e a limitava à procura de satisfações quotidianas, que acreditava, sem nunca o dizer formalmente a si mesmo, que aquilo não mudaria nunca até à sua morte; mais, não sentindo já ideias elevadas no espírito, deixara de acreditar na sua realidade, porém sem ser capaz de a negar completamente. E tomara também o hábito de se refugiar em pensamentos sem importância que lhe permitiam pôr de lado o fundo das coisas.

 

Em Busca do Tempo Perdido - Do Lado de Swann, Marcel Proust, Trad. Pedro Tamen, p.224

publicado por C. às 13:37
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

.arquivos

. Maio 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds